PT | EN

MÚSICA Rogério Godinho tem vindo a desenvolver um estilo muito próprio, tanto no que respeita às músicas que compõe como na interpretação que faz de músicas de outros autores. As suas composições são o reflexo das suas grandes influências - o Fado, o Jazz, a MPB (Música Popular Brasileira) e a música clássica, sendo Amália Rodrigues, Carlos do Carmo, Bernardo Sassetti, Ryuichi Sakamoto, Esbjorn Sevensson, Chico Buarque, Maria Bethânia, Tom Jobim, Jacques Morelenbaum, Caetano Veloso, Puccini, Plácido Domingo, alguns dos artistas que mais o marcaram. Em "Eterno Regresso", existem apenas três versões, de temas amplamente conhecidos - João e Maria (Sivuca), Retrato em Branco e Preto (Tom Jobim/Chico Buarque) e Lisboa Menina e Moça (Paulo de Carvalho), com arranjos que dão o seu cunho pessoal. Os restantes 12 temas são de autoria de Rogério Godinho. Neste trabalho, houve uma grande preocupação em conseguir um som o mais fiel possível aos instrumentos, sem artefactos, em que na harmonia do todo se pudesse escutar cada um deles, dado que esta música é rica em pormenores subtis. Os intrumentos de cordas desempenham um importante papel neste projecto, que contou com um total de 15 músicos, criteriosamente escolhidos para obter a sonoridade pretendida. Foram eles: Rogério Godinho (piano/voz) César Gonçalves (violoncelo) André Ferreira (contrabaixo) André Mota (bateria) David Ribeiro (guitarra portuguesa) Daniel Bolito (violino) Pedro Lopes (violino) Leonor Fleming (viola de arco) Francisco Sales (guitarra eléctrica) Ricardo Toscano (clarinete) Carlos Teixeira (flauta transversal) Tânia Lopes (percussão) Francisco Gaspar (contrabaixo) Luzia Vieira (contrabaixo) Joana Bolito (oboé)

ALL RIGHTS RESERVED © 2016